Sunday, March 14, 2010

A Síndrome da Cabeça Achatada ou “Plagiocefalia”

Sindrome da Cabeça Achatada – Como o Babywaering pode ajudar

ou em Holandês: Redressiehelmtherapie

A Síndrome da Cabeça Achatada ou “Plagiocefalia” signi ca literalmente “cabeça oblíqua” (do grego Plagio = oblicuo e cefala= cabeça). A condição não é incomum. Muitos estudos associam o recente aumento de casos de bebês com cabeça oblíqua à “campanha dormir de barriga para cima”.

Desde que mais bebês começaram a dormir de barriga para cima, aumentaram os casos de bebês com algum achatamento na parte de trás da cabeça.

Ela pode ser mais acentuada do lado da cabeça que a criança prefere dormir.
A Síndrome da Cabeça Achatada resulta da preferência que o bebê tem em ficar deitado com a cabeça virada para um dos lados.

Antes de 1992 os fatores de risco associados à plagiocefalia eram considerados como resultado do ambiente uterino e do torcicolo congênito.Em 1992, depois que a American Academy of Pediatrics recomentou que bebêsdevem dormir somente de barriga para cima para reduzir aincidência de morte súbita, os centros craniofaciais (clínicas e hospitais) começaram a ver um aumento da Plagiocefalia.

Em 1996, estudos documentaram a relação entre plagiocefalia e dormir de barriga para cima. A AAP agora recomenda a frequente rotação da cabeça do bebê bom como atividades com o bebê de bruços.
O aumento de casos de bebês com plagiocefalia é um pequeno preço a pagar pela redução de 55% da Sindrome Infantil da Morte Súbita desde 1992, quando a AAP começou a recomendar que os bebês dormissem de barriga para cima. A campanha “Dormir de barriga para cima” tem o crédito de ter salvado milhares de bebês saudáveis de uma morte repentina e inexplicada.

Também pode se notar que recentemente o uso de cadeiras para automóveis carrinhos, balanços para bebês e “bouncers” contribuem para a Plagiocefalia. Nesses dispositivos a cabeça do bebê está sempre contra uma superfície inflexível. Quando usados moderadamente não são uma preocupação, mas ouso prolongado, especialmente deixar o bebê dormir neles aumenta a indidência de Plagiocefalia.

Formações externas/posturais podem ser prevenidas e tratadas com o frequente reposicionamento da cabeça do recém nascido das seguintes maneiras:
Alterne a direção na qual o seu bebê é posicionado no berço. Alterne o quadril ou o braço que você geralmente carrega e ou alimenta o bebê.

Troque a posição dos briquedos no berço, carrinho ou cadeira do automóvel.
Faça atividades com o bebê de bruços enquanto ele estiver acordado, isso pe importante e deve ser parte da rotina diária do seu bebê.

Mude o estímulo visual para que o bebê não que sempre olhando para uma só direção quando acordado e faça o bebê brincar de bruços sempre que não estiver dormindo.

Outras técnicas de reposicionamento:

por KevinM. Kelly, Ph.D – extreaído de: www.plagiocephaly.org/support/repotech.htm

Reduza dramaticamente a quantidade de tempo que o bebê ca de barriga para cima. Isso signi ca cortar o tempo na cadeirinha do carro, balanço boucer etc. ao mínimo. Todos sabemos como a vida pode ser atarefada, e obviamente eles precisam ser usados eventualmente, mas usando-oso mínimo possível ajuda. As cadeiras para automóveis (bebês conforto) deveriam ser usadas somente para transportar seu filho com segurança, e bebês não devem ser deixados neles para dormir.

Tente usar um sling (carregador de bebê) quando sair invés do bebê conforto. Use o sling em casa também, com uma alternativa ao balanço, carrinho e bouncer.Bebês são benefi ciados quando são carregados e AMAM ser carregados como foi mostrado pela pesquisa sobre a Paternidade Dedicada. (Attachment Parenting).

Extraído do artigo: “Flat Head Syndrome – How Babywearing Can Help”Site: http://blog.babesinarms.com.auTraduzido por Marilia Carolina F. Bittencourt Mercer – Slinguru Slings

Fonte: http://slinguru.wordpress.com/

Aqui na Holanda 1 a cada 5 bebês precisa usar o capacetinho, eu acho particularmente que é muito tempo nas benditas cadeirinhas e pouco tempo no colo.O bebê precisa usar 23 horas seguidas esse capacetinho até completar um aninho.



A cabecinha é medida....e então o capacetinho é feito.


Eu conheço 3 bebês que usam, o da minha cabelereira que está om depressão por isso, o da minha colega da escola que ficava praticamente o dia todo no bebê conforto e a de um outro casal que é conhecido nosso.
O que vc acha disso??? No seu país usa-se esse método???
Eu me assustei quando vi o primeiro bebê com o capacetinho, porque é algo que chama a atençao mesmo e minha colega da escola disse que é uma sensaçao horrível porque todo mundo olha, principalmente se for de férias....com o bebê.

De sua opinião, pode ser anônima.

Fotos site:http://www.dot-techniek.nl/index.php/hulpmiddelen/redressiehelm

5 comments:

Fabiana e Wanderson said...

Mas pra que serve esse capacatinho???

Anonymous said...

aqui nos estados unidos se usa o capacete para bebes com a sindrome da cabeca chata, eu particulamente tenho um bb de quase 6 meses q vai ter q usar, eh uma situacao muito complicada ter q decidir se coloca ou nao o capacete,mais o medo dele crescer com a cebecinha torta eh mto pior. por isso optei em colocar o capacete, semana q vem vou fazer as medidas. :?

WWW.MERCADOZETS.COM.BR said...

compre desse site http://www.mercadozets.com.br/ e gostei o site entrega rapido e com nota fiscal e garantia

tem berço eletronicos celulares tv notebook computador acessorios para carros brinquedos artigos infantis e muito mais

... tem mais de 2000 produtos
... ... ... ... .
CARRINHO BERÇO PARA BEBE

http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?texto=Carrinho+Ber%E7o&IDCategoria=110

artigos para bebe/infantil
http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?idCategoria=110

Anonymous said...

As pessoas olham mesmo quando um bebê está usando o capacetinho pq não é algo comum... A minha filha teve que usar e graças ao tratamento ela tem a cabecinha redondinha. O tratamento geralmente dura 3 meses e passa muito rápido! Vale a pena, pois o resultado é definitivo e criança não vai sofrer no futuro por causa de um problema que poderia ter sido solucionado... Pior do que nós mães passarmos pelo constrangimento de sair com o nosso bebê usando o capacetinho é de ver o nosso filho no futuro sofrendo complexo e outros problemas por falta de tratamento...

Anonymous said...

A minha filha precisou usar o capacetinho e hoje ela é perfeita!!! O tratamento dura em média de 3 a 4 meses e eu acho que vale a pena pq os resultados são pra vida toda... Não me incomodava com o que os outros diziam e sim com o que ela teria que passar no futuro se continuasse com a cabeça torta...Não me arrependo de ter tratado minha filha. No Brasil, a clínica que faz o tratamento é a Heads Clínica Dr.Gerd Schreen (www.clinicaheads.com.br)